Calor e frio no mesmo dia? Saiba como as mudanças no tempo afetam a saúde das crianças!

Calor e frio no mesmo dia? Saiba como as mudanças no tempo afetam a saúde das crianças!
9 meses atrás

Você acorda e está uma bela manhã de sol e, quando menos espera, o tempo esfria e cai uma chuva daquelas! Essa situação é familiar para você? Quem tem filhos sabe que as mudanças de temperatura repentinas podem impactar diretamente a imunidade infantil, prejudicando a saúde da criança. Mas por que isso acontece e como podemos evitar que os pequenos fiquem expostos a esse problema? Confira!

Gripe e resfriado são infecções comuns quando há oscilação de temperatura

De acordo com a pediatra, o frio e o calor têm impactos diretos na saúde: cada um deles possui especificidades que possibilitam o surgimento de algumas doenças. “No frio tendemos a ficar em ambientes aglomerados e fechados predispondo à transmissão de doenças, principalmente as respiratórias”, explica Ana Paula.

“No calor, a contaminação oral é mais comum, pois os alimentos se deterioram com facilidade, os microorganismos se  proliferam mais rapidamente nos alimentos. As crianças envolvem-se em brincadeiras em piscinas e praias, se expondo a outros germes e bactérias”. A médica enfatiza que as doenças mais comuns no verão são gastroenterites, que se manifestam com vômitos e diarreias.

Porém, quando a mudança de tempo é brusca, como nos dias em que faz calor e frio em menos de 24h, os impactos na saúde dos pequenos. “A oscilação de temperatura afeta a imunidade e aumenta o risco de infecções nas crianças, sendo as respiratórias as mais comuns”, explica Dra. Ana Paula. “A mucosa nasal e de todo o trato respiratório se altera, o que predispõe os vírus e as bactérias encontrarem um ambiente propício para sua proliferação.  Há também o agravante do tempo seco que resseca as vias aéreas impedindo que o muco protetor elimine os microorganismos”, comenta. Por isso, doenças como gripes e resfriados, além de crises alérgicas são muito comuns nas mudanças de tempo.

Saúde da criança: como manter a imunidade infantil em dia

Mas afinal, o que é bom para aumentar a imunidade? É possível proteger as crianças das oscilações climáticas? A boa notícia é que sim, dá para evitar a queda da imunidade infantil, de acordo com Ana Paula. “Medidas de higiene como lavagem das mãos e a higiene nasal (lavagem nasal com soro fisiológico) podem evitar, ou pelo menos diminuir, os quadros de doenças”, explica a pediatra.

Hábitos diários também podem fazer a diferença na vida das crianças e são capazes de otimizar os quadros até mesmo quando a doença já está em curso. “Uma boa alimentação, hidratação e uma ótima noite de sono ajudam o sistema imunológico a se fortalecer”, diz a médica. “De resto, evitar ambientes aglomerados, agasalhar-se e estar prevenido para ondas de frio”, finaliza.

email

Se inscreva em nossa newsletter

Fique por dentro das novidades e promoções

Assinar
Precisa de ajuda? Converse conosco