Conheça os principais sintomas de otite externa, doença comum entre crianças!

Conheça os principais sintomas de otite externa, doença comum entre crianças!
8 meses atrás

Você sabe o que é otite externa? Também conhecida como “ouvido de nadador”, é uma infecção que atinge o ouvido externo (parte do pavilhão auricular e conduto auditivo que liga o tímpano – é a região mais externa do ouvido, por isso o nome). Para identificar e tratar o problema, é importante ficar atento aos sintomas de otite externa, que é bastante comum no inverno. Veja só!

Quais são as causas da otite externa?

A otite externa não aparece no ouvido de um dia para o outro. De acordo com a Dra. Ana, a infecção atinge a região externa do ouvido (parte onde conseguimos colocar o cotonete), por ter um contato maior com a umidade. Ela também é popularmente conhecida como ouvido de nadador, pois ocorre com maior frequência em atletas e pessoas que praticam natação. Além disso, esse é o tipo mais comum de otite em bebês e crianças por conta do acúmulo de água, que acaba favorecendo a proliferação de fungos e bactérias. 

Sintomas de otite externa (ouvido de nadador)

Os principais sintomas de otite externa são dor de ouvido, perda auditiva e saída de secreção. Conheça outros sintomas de otite externa que o paciente pode desenvolver:

  • Sensação de bloqueio no ouvido;
  • febre;
  • audição abafada;
  • sensibilidade;
  • coceira no ouvido.

 “A principal forma de prevenir a otite é manter a região do ouvido sempre seca, enxugando delicadamente após a piscina ou praia. Também é importante evitar o uso de hastes de algodão ou outro tipo de objeto pontudo no ouvido”. Uma forma de manter o local longe da umidade sem causar prejuízos é secar o ouvido com a toalha envolvida no dedo mindinho ou passar o cotonete somente do lado de fora. 

Este tipo de otite é mais comum no inverno ou no verão?

A médica revela que a otite no ouvido pode surgir em qualquer época do ano, porém existe um tipo específico para cada estação: “Na verdade, a otite externa é mais comum no verão (dada sua associação ao uso de piscinas com umidade na região do pavilhão auricular), ao passo que a otite média é mais comum no inverno (esta tem bastante associação com infecções respiratórias, aliás)”. Entretanto, isso não significa que uma pessoa está livre de desenvolver otite externa no inverno, já que muita gente que faz natação não deixa de praticar o esporte nem nos dias mais frios.

A médica ainda ressalta que a otite externa é mais comum em crianças devido à anatomia do ouvido, que é um pouco mais aberta em comparação aos adultos, e aos fatores de risco, como o uso de piscinas e idas à praia. Mas, além disso, existem outras causas da otite no ouvido, como:

  • Uso inadequado de cotonetes;
  • alergias de pele e eczema;
  • lesão na pele no canal auditivo;
  • trauma no canal auditivo;
  • corpo estranho no canal auditivo;
  • falta de cera de ouvido.

Otite externa: tratamento pode ser feito com medicações 


A otite externa pode demorar alguns dias para passar, mas tudo irá depender da gravidade da infecção. Normalmente, o tratamento é feito com o uso de antibióticos ou analgésicos que ajudam a controlar a infecção e os sintomas da otite externa, como a dor de ouvido. Além disso, se o médico achar necessário, o paciente pode passar por uma drenagem do ouvido. Esse procedimento é 100% seguro quando realizado por um profissional da área, além de acelerar a melhora da otite. Ah, um lembrete: nada de usar remédios ou receitas caseiras sem prescrição, ok?

email

Se inscreva em nossa newsletter

Fique por dentro das novidades e promoções

Assinar
Precisa de ajuda? Converse conosco