Crianças saudáveis: Guia rápido para evitar doenças comuns na infância

Crianças saudáveis: Guia rápido para evitar doenças comuns na infância
8 meses atrás

Como o sistema imunológico das crianças ainda está em formação, os primeiros meses de vida representam um grande desafio para a sua saúde e a família precisa estar atenta aos cuidados com a imunidade infantil para prevenir doenças e infecções. Nesta batalha, os pediatras e os obstetras são aliados fundamentais e podem ajudar a passar por essa fase da vida com mais tranquilidade. 

Prepare-se para aprender e colocar em prática essas estratégias simples, mas poderosas, que vão ajudar a manter gripe, resfriado e outras enfermidades afastados dos bebês e das crianças. Vamos lá!

Como prevenir doenças comuns e manter os filhos saudáveis?

O cuidado com a saúde da criança deve começar antes mesmo do seu nascimento. De acordo com a Dra. Patricia, as medidas em prol da saúde do bebê começam ainda na gestação, durante o pré-natal. Por isso, é tão importante ir a todas as consultas com o obstetra, fazer todos os exames, se alimentar corretamente e tomar todas as vitaminas necessárias para o desenvolvimento do feto. A pediatra ainda recomendou outras dicas que ajudam a manter seus filhos saudáveis e prevenir doenças comuns:

– Priorizar a amamentação exclusiva, já que crianças que mamam no peito ficam menos doentes. “Isso a longo prazo, não só enquanto elas estão mamando, porque vão adquirindo imunidade com o passar do tempo”, acrescentou a médica;
– manter as consultas de rotina mensais com o pediatra;
– suplementar a criança com as vitaminas obrigatórias;
– fazer os exames de rotina, no caso das crianças mais velhas;
– garantir uma alimentação saudável e rica em frutas, proteínas, legumes e saladas;
– estar com as vacinas em dia, tanto do calendário obrigatório, quanto das campanhas.

Conheça as vacinas mais importantes para a saúde infantil

Manter o calendário de vacinação infantil em dia é uma medida que faz toda a diferença ao longo da vida, até mesmo na fase adulta. “Desde que a criança nasce, ela vai precisar tomar vacina praticamente todos os meses: BCG, hepatite A e B, varicela e outras presentes no calendário são fundamentais. Além dessas, existem duas que também são bem importantes, mas que não estão disponíveis no SUS: a meningo B e a meningocócica ACWY. Por isso, os pais que tiverem condições devem incluir mais essas duas”, recomenda a médica. 

Cuidados com a higiene e medidas de prevenção de doenças em crianças

As vacinas são uma grande ajuda na prevenção dessas doenças mais comuns em crianças, mas não são a única forma de evitá-las. A pediatra afirma que também é importante incluir cuidados com a higiene, como a lavagem nasal diária com soro fisiológico: “Quando a criança chega da escola, é necessário lavar bem o nariz, porque se tiver algum resto de secreção, algum vírus nessa secreção, o soro já consegue lavar. Quando a criança está resfriada, é indicado fazer esse ritual várias vezes por dia. Em casos de prevenção, lavar apenas uma vez ao dia”. Outras dicas de prevenção que devem ser praticadas pelas crianças e seus cuidadores são:

– Lavar as mãos sempre que possível;
– usar álcool gel quando estiver na rua;
– higienizar os brinquedos com frequência;
– manter as janelas abertas e os ambientes bem arejados.

Alimentação balanceada e atividades físicas na infância são essenciais!

Insistir em uma alimentação balanceada e rica em nutrientes também é fundamental para fortalecer o sistema imunológico e prevenir doenças. “É melhor investir em comidas ricas em vitaminas do que ficar comprando as industrializadas na farmácia. Não precisa comprar a vitamina C, por exemplo. Em vez disso, ofereça frutas cítricas para a criança comer no lanche”, recomendou a médica.

A prática de atividades físicas é outro pilar na prevenção de doenças comuns na infância e deve ser incentivada desde cedo, tanto para o desenvolvimento intelectual quanto para a saúde fisiológica do pequeno. “A gente fala muito nos primeiros 1000 dias de vida da criança. Então, se ela não tem uma alimentação adequada, se come muito doce e industrializados, ela tem maior chance de desenvolver obesidade, pressão alta e diabetes quando for adulta, além de riscos cardiovasculares. A maioria das crianças hoje em dia, principalmente no pós-pandemia, vem apresentando um aumento dos níveis de colesterol e triglicerídeos, e a prática de atividade física ajuda muito nessa questão”, finalizou a Dra Patricia.

email

Se inscreva em nossa newsletter

Fique por dentro das novidades e promoções

Assinar
Precisa de ajuda? Converse conosco